Segurança do trabalho – A gestão de risco o que mantém sua equipe segura

Mercado

A área de saúde e segurança do trabalho atua para cuidar da segurança e saúde do trabalhador evitando inclusive prejuízos à empresa.

Normas e procedimentos legais estão regulamentados para dar as diretrizes aos empregadores e colaboradores, evitando assim acidentes de trabalho ou doenças ocupacionais causadas pela função ou atividade.

As NRs – Normas Regulamentadoras vão desde diretrizes que tratam sobre EPIs – Equipamentos de Proteção Individual (NR6) à Ergonomia (NR17), entre outras normas e diretrizes que tratam sobre atividades com alto nível de periculosidade à insalubridade e muitos outros riscos.

A cada minuto, no Brasil, um trabalhador sofre um acidente que se enquadra como acidente de trabalho. No setor industrial, os tipos e características dos acidentes de trabalho são tão diversos que exige, além do cumprimento das normas regulatórias, uma gestão de riscos voltada especificamente para à segurança do trabalho.

Para evitar o afastamento e consequentemente a perda de dias de trabalho, bem como gastos ou ações judiciais, cada vez mais as empresas, de todos os portes, estão atentas à importância da gestão de riscos específica com relação à saúde e a segurança do trabalho.

Nos países tidos como desenvolvidos é uma prática comum em grandes corporações. Além da preocupação humana com a saúde do trabalhador não é segredo a preocupação dos gestores com proteção de ativos, dividendos e patrimônio da empresa, de reduzir os riscos relacionados à saúde ocupacional ou de acidentes com o trabalhador.

Gestão de Segurança do Trabalho

A prática da gestão com foco em segurança do trabalho contribui para diminuir os riscos de acidentes e prevenir quanto à problemas de saúde em decorrência da função ou atividade. Assim todos ganham, empresários, colaboradores, produção e economia, que reduz custos inclusive com o pagamento de benefícios acidentários

Um ponto fundamental para começar essa análise de risco por parte da gestão:

  • Definir, elaborar e implantar medidas e procedimentos, técnicos e administrativos, pautado na NR relacionada à sua área de atuação e atividade. Afinal, a indústria alimentícia, por exemplo, deve pautar procedimentos para o chão de fábrica que certamente será diferente no setor de logística e distribuição que, por sua vez serão também diferentes do departamento administrativo; uma gestão de risco com esse foco, opera em todas as frentes da organização.

Quando se fala em risco, considera-se qualquer acidente no ambiente de trabalho bem como doença ou enfermidade ocasionado em consequência da função. Um exemplo muito comum, tanto no setor administrativo quanto na linha de produção, são casos de LER – Lesão por Esforço Repetitivo. Nesse contexto, a gestão de risco da segurança do trabalho atua tanto para prevenir quanto para proteger; e toda ação envolve danos humanos, financeiros e de patrimônio, inclusive a imagem da empresa, que pode sofrer consequências que irão repercutir nos outros três.

Análise de Risco  X Avaliação de Perigo

O risco é algo que pode ser previsto, de certa forma controlado e até evitado,  o perigo não. Por exemplo: uma empresa localizada em um local perigoso pelo risco de alagamento. As medidas para evitar prejuízos em caso de uma enchente é a análise de risco, o alagamento é o perigo, ou seja, se a empresa adota ações que suporta uma enchente sem prejuízos, o risco se torna menor, ainda que o perigo exista.

Dentro da análise de risco é sempre medida a probabilidade dos perigos para identificar a possibilidade de ocorrências, e mensurar os efeitos e consequências.

Para uma gestão de riscos com foco em segurança do trabalho ser efetiva, é preciso que o gestor envolva todos os colaboradores – dos operadores à presidência – pois os hábitos devem fazer parte da cultura organizacional da empresa.

Uso de EPIs, fiscalização do uso, relatórios e documentações das medidas tomadas, bem como ações preventivas, treinamentos e capacitação fazem parte desse modelo de gestão. Apresentar dados e disponibilizar ferramentas de trabalho que reduzam os riscos também.

A ISO 45001 é a Norma Internacional que especifica o Sistema de Gestão de Segurança e Saúde do Trabalho. Para as empresas saberem se estão de acordo com a norma é fundamental conhecer as particularidades que cabe para seu setor e segmento.

Assim, qualquer empresa ou negócio que desenvolva atividades que possam acarretar acidentes, seja uma grande indústria ou uma padaria, deve conhecer a legislação para melhor estabelecer o gerenciamento dos riscos específicos a sua atividade, para prevenir acidentes. A prevenção ainda é a melhor maneira de evitar prejuízos e danos.

Publicado em 02 setembro de 2020

Open chat
Fale com um especialista
Olá, Podemos Ajudar?